Portes gratuitos para encomendas superiores a 30€ (Portugal Continental)

O que são Ilhas de Plástico?

Escrito em 17 de junho de 2021

O que são Ilhas de Plástico?

O que são e onde estão as Ilhas de Plástico?

As ilhas de plástico ou ilhas de lixo, são grandes áreas do oceano onde se concentra lixo. São formadas por correntes oceânicas rotativas, uma espécie de redemoinhos que puxam objetos para dentro de um local, formando estas manchas de lixo.

Existem 5 ilhas de plástico no oceano.

  • Uma no Oceano Índico
  • Duas no Oceano Atlântico
  • Duas no Oceano Pacífico

A maior e mais conhecida ilha de lixo é a Great Pacific Garbage Patch, localizada no Oceano Pacífico Norte, entre o Havaí e a Califórnia. Estima-se que esta mancha de lixo tenha uma área de superfície de 1,6 milhões de quilómetros quadrados. O que equivale a mais 17 vezes o tamanho de Portugal continental, Madeira e Açores.

Fonte da imagem: National Geographic

 

The Great Pacific Garbage Patch

Estima-se que esta ilha de plástico tenha mais de 1,8 trilião de pedaços de plástico a flutuar, equivalente a 80.000 toneladas.

Apesar da maior parte do lixo se encontrar na superfície, detritos mais densos podem afundar centímetros ou vários metros abaixo da superfície, o que torna a área da ilha de lixo difícil de medir.

A maioria dos detritos na The Great Pacific Garbage Patch é de plástico. Como este material não é biodegradável, o que acontece é quebrar em pedaços cada vez menores, conhecidos como microplásticos. Esta deterioração em microplásticos é geralmente resultado da exposição ao sol, ondas, vida marinha e mudanças de temperatura. Para além de terem sido encontrados a flutuar, também foram encontrados na coluna de água e, até no fundo do oceano. Como são tão pequenos, os microplásticos são difíceis de remover e acabam muitas vezes por ser confundidos com comida por animais marinhos.

Para além dos microplásticos, também podem ser encontrados objetos maiores, como garrafas de plástico ou material de pesca, como redes de pesca e cordas.

 

Fonte da imagem: The Ocean Cleanup

 

Impacto das Ilhas de Plástico na vida marinha

  • Emaranhamento e pesca fantasma – a vida marinha pode ser capturada e ferida ou potencialmente morta com certos tipos de detritos. As redes de pesca são especialmente perigosas, chamadas muitas vezes de “redes fantasmas”, pois continuam a pescar. Os animais podem ficar presos nestas redes e em outros detritos de plástico.
  • Ingestão – Devido ao seu tamanho e cor, os animais confundem o plástico com comida, causando desnutrição. Esta “comida” ocupa espaço no seu estômago, o que faz com que se sintam satisfeitos impedindo-os de comer comida verdadeira.
  • Espécies não nativas – Muitas espécies podem ficar presas nos detritos e ser transportadas no oceano para outro sítio. Caso a espécie que seja deslocada seja invasora, pode-se estabelecer num novo ambiente, superar a competição e superpopular as espécies nativas, perturbando o ecossistema.

 

Impacto das Ilhas de Plástico na saúde

Uma vez que, o plástico entra na cadeia alimentar marinha, existe a possibilidade de contaminar também a cadeia alimentar humana. Através de um processo chamado de bioacumulação, os produtos químicos do plástico entram no corpo do animal alimentando-se de plástico. E, à medida que, o alimentador se torna em presa, os produtos químicos passam para a predador, abrindo caminho pela cadeia alimentar que inclui os humanos.

O lixo nas ilhas de plástico pode ter outros impactos. Também podem causar danos a embarcações e ser um perigo para a navegação, por serem difíceis de ver no oceano e estar a flutuar abaixo da superfície da água. O que pode resultar em elevados custos para a embarcação.

 

O post original do Instagram pode ser encontrado aqui.


×