PORTES GRATUITOS PARA COMPRAS SUPERIORES A 30€

Compostagem Comunitária - Lisboa a Compostar

Escrito em 11 de Fev. de 2021

Compostagem Comunitária - Lisboa a Compostar

Como funciona

Lisboa dispõe de 14 compostores comunitários para todos os munícipes que queiram aderir.

  1. Para ter acesso basta fazer uma inscrição no site https://lisboaacompostar.cm-lisboa.pt/.
  2. Após inscrição, recebemos um email para agendar uma formação (online durante a pandemia). Nesta formação é explicado como funciona o processo de compostagem e tiradas dúvidas.
  3. No final, é cedido o código do respetivo cadeado do compostor que se tiver escolhido.

A manutenção (rega, arejamento, adição de secos) é da responsabilidade da Câmara de Lisboa ou Juntas de Freguesia.

Onde se encontram os compostores em Lisboa

  • Ajuda
  • Alcântara
  • Alvalade
  • Areeiro
  • Arroios
  • Avenidas Novas
  • Benfica
  • Campolide
  • Carnide
  • Estrela
  • Marvila
  • Olivais
  • Parque das Nações
  • São Domingos de Benfica

O que colocar?

Os resíduos que podem ser compostados são classificados em “verdes” e “castanhos”, dependendo do teor de humidade e proporção de nutrientes. Para que a compostagem decorra da melhor forma, convém ter uma proporção de 2/3 castanhos (secos) + 1/3 verdes.

Verdes (Ricos em azoto, geralmente húmidos)

  • Folhas verdes
  • Ervas daninhas (de preferência antes de dar semente)
  • Restos de vegetais e cascas de fruta
  • Borras de café
  • Cascas de ovos (esmagadas)
  • Flores
  • Chá
  • Aparas de relva frescas

Castanhos (Ricos em carbono, geralmente secos)

  • Folhas secas
  • Resto de relva cortada seca
  • Palha ou feno
  • Resíduos de cortes e podas
  • Aparas de madeira e serradura
  • Casca de batata
  • Pedaços de cartão (sem tinta nem cola)

O que não colocar?

Existem alguns resíduos que não devem ser colocados para evitar pragas, maus odores ou atrasar ou comprometer o processo.

  • Comida cozinhada temperada ou com gordura
  • Restos de carne, peixe e marisco
  • Produtos lácteos
  • Cinzas de lareira ou churrasco
  • Beatas de cigarros
  • Medicamentos, pesticidas ou herbicidas
  • Ácidos em excesso: citrinos, cebolas, alhos, agulhas verdes de pinheiro
  • Resíduos de plantas tratadas com produtos químicos
  • Excrementos de animais domésticos
  • Resíduos não biodegradáveis (plástico, vidro, metal, pilhas, tintas, têxteis, etc.)

Como transportar o resíduo?

O ideal será arranjar um balde (pode até ser reutilizado) para juntar os resíduos em casa. Depois é só levar o balde e depositar os resíduos no compostor.

Também se podem reutilizar sacos de plástico que tenham em casa para juntar os resíduos. No final é lavar e usar de novo. É muito importante NÃO deixar o saco de plástico no compostor.

Outra opção são os sacos compostáveis em compostor doméstico.

Cuidados

É muito importante não depositar resíduos que não sejam compostáveis, pois desta forma estaremos a comprometer o esforço de muitas famílias. Em caso de dúvida, não coloquem ou esclareçam diretamente com o contacto do Lisboa a Compostar, que está sempre disponível para o esclarecimento de dúvidas.

Sempre que detetarem alguma anomalia, seja no cadeado ou, se virem, por exemplo, sacos de plástico dentro do compostor e não seja possível tirar de imediato, alertem sempre a Câmara de Lisboa.

O post original do Instagram pode ser encontrado aqui.


×