Como Comprar de Forma Consciente no Supermercado

Escrito em 22 de julho de 2021

Como Comprar de Forma Consciente no Supermercado

Nem todos nós conseguimos ter lojas a granel perto de casa ou, acesso a mercados de produtores. Mas isso não significa que, não possamos ter alguns cuidados quando vamos a um supermercado comum.

Seja qual for a circunstância em que nos encontramos, há sempre alguma coisa que podemos fazer. Deixamos estas 10 dicas para fazer compras de forma mais consciente e responsável no supermercado.

1 - Planear as refeições e fazer uma lista de compras.

É essencial para evitar comprar comida desnecessária que pode acabar no lixo.

 

2 - Tentar não ir às compras com fome.

Se o fizermos é provável acabarmos por comprar coisas a mais.

 

3 - Comprar a granel, sempre que possível.

Vários supermercados já têm uma área a granel com frutos secos, chás e leguminosas. Aproveitar estes casos e comprar apenas a quantidade necessária. Levar sacos de pano de casa para estas situações.

 

4 - Comprar em quantidades maiores.

Parece algo contraditório com o ponto anterior, mas a ideia é comprar alimentos que sabemos que vamos usar ou que sabemos que não se estragam, em quantidades maiores. Por exemplo, comprar uma embalagem de massa de 1 kg em vez de 250 gr. Isto porque, quanto maiores forem as embalagens de plástico, mais probabilidade têm de ser recicladas. Para além disso e, utilizando o exemplo anterior, com uma embalagem de 1 kg conseguimos evitar 3 embalagens de 250 gr.

 

5 - Comprar fruta/legumes feios e sozinhos.

Alimentos ligeiramente descoloridos ou danificados estão bons para consumo à mesma. E bananas sozinhas, fora do cacho, são uma boa oportunidade para trazer para casa.

 

6 - Optar por embalagens danificadas.

Muitas vezes as embalagens acabam por ficar ligeiramente danificadas com o transporte e distribuição, mas isso não significa que o produto não esteja em devidas condições. Temos tendência a escolher sempre a embalagem “perfeita”, o que pode acabar por gerar mais desperdício.

 

7 - Produtos perto do fim do prazo de validade.

Normalmente os supermercados têm estes produtos assinalados com uma etiqueta diferente. Se fizer sentido, então são uma ótima opção.

 

8 - Procurar embalagens alternativas.

A melhor embalagem será sempre aquela que não existe. Mas como nem sempre é possível, tentar procurar alternativas ao plástico, como embalagens de alumínio ou vidro. Certificar-se que a embalagem é reciclável ou, melhor ainda, compostável.

 

9 - Verificar ingredientes e certificações/rótulos.

Perceber se o produto é amigo do ambiente de qualquer forma. Certificações como Bio (UE/não UE), Fairtrade, UTZ/Rainforest Alliance, Leaping Bunny, B Corp são ótimos indicadores, pois demonstram que há responsabilidade pela forma como os produtos foram produzidos.

 

10 - Levar sacos de casa.

O post original na nossa conta de Instagram pode ser encontrado aqui.


×